Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)

É um transtorno neurobiológico de causas genéticas que pode ser diagnosticado a partir dos três anos de idade. Caracteriza-se pela combinação de sintomas de desatenção, hiperatividade (inquietude motora) e impulsividade, sendo a apresentação predominantemente desatenta conhecida por muitos como DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção).

 

Há causa definida?

Estudos apontam a predisposição genética e a ocorrência de alterações nos neurotransmissores (dopamina e noradrenalina), que estabelecem as conexões entre os neurônios na região frontal do cérebro, como as principais causas do Transtorno do Déficit de Atenção. Algumas pesquisas indicam que fatores ambientais e neurológicos podem estar envolvidos, mas ainda não há consenso sobre o assunto.

 

O diagnóstico de uma patologia psiquiátrica só deve ser feito e fechado por um profissional especializado. Ele leva em conta um conjunto de fatores que depende da avaliação minuciosa de um médico. Renovamos o pedido para que não se julgue quem quer que seja precocemente, aumentando a dificuldade e alimentando preconceitos.

 

 

Avaliando os sinais

  • As crianças devem apresentar pelo menos seis sintomas de desatenção ou seis sintomas de hiperatividade/impulsividade antes dos sete anos
     

  • Os sintomas devem estar presentes pelo menos há seis meses, ocorridos em dois ou mais ambientes, e não serem provocados por outro motivo
     

  • Os sintomas devem ser graves o suficiente para resultar em dificuldades significativas em muitos ambientes, inclusive em casa, na escola e no relacionamento com as pessoas

 

 

Os sintomas de TDAH se dividem em três grupos:

Algumas crianças com TDAH são exclusivamente do tipo desatento. Outras podem ter uma combinação de tipos. As que sofrem do tipo desatento são menos perturbadas e muitas vezes não recebem o diagnóstico de TDAH.

 

Sintomas do tipo desatento

  • Não consegue prestar atenção em detalhes ou comete erros resultantes de descuidos no trabalho escolar
     

  • Tem dificuldade de manter a atenção nas tarefas ou em jogos
     

  • Parece não escutar quando falamos diretamente com ela
     

  • Não segue as instruções em sua totalidade e não consegue terminar trabalhos escolares
     

  • Tem dificuldade de organizar tarefas e atividades
     

  • Evita ou não gosta de tarefas que demandem manter esforço mental
     

  • Perde brinquedos, trabalhos, lápis, livros ou ferramentas necessárias com alta frequência
     

  • Distrai-se facilmente
     

  • Sofre com esquecimentos frequentes
     

Sintomas de hiperatividade:

  • Mexe as mãos e os pés o tempo todo e não consegue permanecer quieto
     

  • Levanta-se quando deve permanecer sentado
     

  • Corre ou sobe em móveis em situações inapropriadas
     

  • Tem dificuldade de brincar em silêncio
     

Parece frequentemente estar "ligada na tomada" e fala excessivamente

 

Sintomas de impulsividade:

  • Tem dificuldade de aguardar a vez
     

  •  Fala antes que as perguntas sejam completadas
     

  • Interrompe ou se intromete durante o diálogo ou a atividade dos colegas

  • facebook.png
  • insta.png
  • youtube.png
  • twitter.png
  • podcast.png